FCC ameaça serviço de internet via satélite Starlink, denuncia SpaceX

SpaceX pronta para lutar para proteger os negócios da Starlink, seu serviço de Internet via satélite.

FCC ameaça serviço de internet via satélite Starlink, denuncia SpaceX
FCC ameaça serviço de internet via satélite Starlink, denuncia SpaceX

Guerra à vista, a SpaceX pronta para lutar para proteger os negócios da Starlink, seu serviço de Internet via satélite.

Bora entender melhor, bom, a empresa aeroespacial de Elon Musk está lutando contra uma possível mudança regulatória que pode prejudicar os negócios da Starlink. 

VEJA TAMBÉM:

Em tese, a mudança potencial está relacionada à banda de frequência de 12 gigahertz (GHz), que a constelação de satélites Starlink da SpaceX e muitos outros satélites usam para transmitir dados para o solo.

No início do ano passado, a Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC) começou a pensar em abrir a banda de frequência de 12 GHz (a mesma que a Starlink usa) para amplo uso terrestre, informou o The Verge.

FCC ameaça serviço de internet via satélite Starlink, denuncia SpaceX
FCC ameaça serviço de internet via satélite Starlink, denuncia SpaceX

De fato, a empresa americana Dish Network pediu permissão à FCC para atualizar a licença que possui para a frequência de 12 GHz para suportar seus planos de rede 5G.

De acordo com a SpaceX, o plano criaria interferência que tornaria o Starlink inutilizável para a maioria dos americanos.

Para entender melhor o caso, a Start Magazine preparou um resumo:

  • Protesto Spacex em frequências de 12ghz para 5g

Estudos da SpaceX descobriram que os clientes da Starlink receberiam interferência cerca de 80% do tempo se a banda de 12 GHz estivesse aberta para uso 5G. 

Isso é o que David Goldman, diretor sênior de política de satélites da SpaceX, disse durante uma ligação com repórteres em 26 de julho. “A gangue se tornaria inutilizável”, observou Goldman. “Ele pode encerrar serviços para clientes nessa faixa.”

“Não há serviço que qualquer pessoa possa usar quando você está preso, você está enfrentando interrupções, 80% do tempo”, acrescentou o gerente da SpaceX.

A SpaceX lutou contra a mudança de regra de 12 GHz proposta em várias frentes, lembra The Verge.

  • Mobilização de clientes Starlink

Por exemplo, a empresa apresentou vários documentos à FCC que ilustram as possíveis consequências. Não somente. 

Recentemente, a SpaceX até enviou um e-mail para os clientes da Starlink “para que eles soubessem o que estava acontecendo e para dizer como eles poderiam entrar em contato com a FCC, se quisessem”, disse Goldman.

Até o momento, cerca de 100.000 pessoas escreveram para a FCC pedindo que não permitissem que as regras mudassem, de acordo com o representante da SpaceX.

  • A posição do prato

Por outro lado, Dish e outros grupos contestaram os números fornecidos pela empresa de Elon Musk, alegando que fazem parte de uma “campanha de desinformação” que a SpaceX está travando contra o plano 5G.

A porta-voz da Dish, Meredith Diers, disse que a SpaceX está “tentando intimidar a FCC em um espectro ainda mais livre, perseguindo as frequências de 2 GHz da Dish em uma tentativa anticompetitiva de prejudicar a Dish e privar os consumidores” de sua rede 5G.

“A SpaceX, empresa liderada pela pessoa mais rica do mundo, já recebeu permissão para usar 15.000 MHz de espectro – gratuitamente – da FCC”, disse Diers. “A Dish, por outro lado, comprou espectro por mais de US$ 30 bilhões, a grande maioria paga diretamente ao Tesouro dos EUA”, declarou o porta-voz.

“Parece que a SpaceX quer usar todo o espectro do mundo, desde que possa manipulá-lo gratuitamente”, acrescentou Diers.

  • E a polêmica da coligação 5GFOR12GHZ

“Essa tática, que é comumente usada por Elon Musk, não é apenas falsa, mas promulga uma narrativa anti-5G que é prejudicial aos consumidores americanos que merecem mais concorrência, opções de conectividade e inovação”. 

A Coalizão 5Gfor12GHz, que conta a Dish como um de seus 35 membros, disse no início deste mês. “Também corre o risco de ameaçar a liderança global da América em 5G e tecnologia, já que outros países superam a nação no fornecimento de serviços de próxima geração”.

No entanto, a SpaceX não é a única a protestar contra a abertura das frequências de 12 Ghz ao 5G. 

Como lembra a Space.com, a operadora de satélite britânica OneWeb e a emissora de satélite norte-americana DirecTV também levantaram preocupações sobre interferência na proposta da Dish.

Nerd Site agora tem um canal no Telegram – Participe para receber e discutir sobre as principais notícias da cultura pop (t.me/nerd_site).

Vanderlei Tenório
Jornalista, colunista/comentarista de cinema, correspondente freelance de veículos portugueses, pesquisador (Geografia Popular - IGDEMA/UFAL), bacharelando em Geografia (IGDEMA/UFAL) e editor/criador do Cinema e Geografia (CINEGEO). 6 vezes nomeado ao Prêmio Ibest.