AniTube | Site ilegal de animes é vendido para empresários japoneses

AniTube vinha diretamente do Japão, compondo 93,5% dos acessos totais do site contra apenas 4% do público brasileiro.

[vc_row][vc_column][vc_column_text]O site mais famosos de animes no Brasil, o ilegal AniTube, saiu do ar na última semana e gerou varios boatos na internet de que havia sido removido da rede por infringir a lei anti-pirataria.

Porém, a notícia que chega agora é que o site foi vendido para investidores japoneses e não estará mais disponível para os brasileiros.

A página é famosa por oferecer uma gigantesca biblioteca de animes para assistir online e de graça. A informação parte do site OtakuPT.

Embora fosse bastante acessado no Brasil, a grande maioria do público do AniTube vinha diretamente do Japão, compondo 93,5% dos acessos totais do site contra apenas 4% do público brasileiro. Com isso, o serviço acabou chamando a atenção de investidores japoneses, que compraram o site e logo depois bloquearam seu acesso fora do Japão.

Pouco depois do “fim” do site, já temos o surgimento de dois novos sucessores do Anitube – o AniTube Brasil e o BraniTube, respectivamente. Feitos por ex-membros do site original indignados com a decisão repentina da venda para o Japão, ambos os serviços têm como objetivo restaurar a gigantesca coleção de títulos de seu antecessor.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Vitor Cayres
Fundador, formado em Publicidade e Propaganda, paulista e, enquanto não consegue ir para Marte, acredita que um dia teremos respostas sobre as origens dos Aliens.