Alta no preço do PS5 – Entenda o Caso

No entanto, em vez de dizer sem rodeios que o preço do PS5 não mudará, Totoki deixou espaço para especulações.

A Sony divulgou seu relatório financeiro do primeiro trimestre de 2022 esta semana. Embora tenha havido algumas notícias positivas, como as vendas do PS5 atingindo 21,7 milhões de unidades, a divisão PlayStation como um todo viu uma queda na receita em relação ao ano passado. As vendas caíram 11,7% e o lucro operacional caiu 30,5%. Questionado se a Sony está considerando aumentar o preço do PS5, o CFO Hiroki Totoki disse que não poderia compartilhar nada específico no momento.

Uma das razões para o declínio da receita no primeiro trimestre é a falta de exclusivos do PlayStation. Tanto o Horizon Forbidden West quanto o Gran Turismo 7 foram lançados no início do ano, mas ambos foram lançados durante o último ano fiscal e a maior parte de sua receita veio no primeiro mês.

Quanto ao aumento de preço do console, a pergunta foi feita em meio ao recente anúncio da Meta de um repentino aumento de preço de US $ 100 para o dispositivo Quest 2 VR devido ao aumento dos custos de produção. Uma situação extremamente atípica para a indústria de jogos, onde o preço dos dispositivos geralmente diminui com o tempo.

O custo de produção e envio vem aumentando desde 2020, e a instabilidade geopolítica só exacerbou a situação. A escassez de microchips levou a preços mais altos. E se a Meta ainda pudesse operar no passado, as notícias do primeiro declínio na receita, bem como as enormes perdas da divisão VR, os forçaram a retirar seus subsídios para a Quest 2.

Mas o PlayStation não ganha a maior parte do dinheiro com as vendas do console. Sua renda é gerada a partir da venda de jogos e assinaturas. No entanto, em vez de dizer sem rodeios que o preço do PS5 não mudará, Totoki deixou espaço para especulações.

Gamer desde sempre, caixista e discípulo do Sonic. Amante de metroidvania e jogos Indies. Redator simplesmente porque sim, e nas horas vagas, também sou químico.