“Batman: Despertar” te prende logo nos primeiros episódios; saiba mais

A audiossérie do Spotify promete te surpreender, confira nossas impressões dos três primeiros episódios.

A DC Comics junto do Spotify Brasil conseguiu trazer uma grande novidade para os fãs brasileiros: uma audiossérie intitulada “Batman: Despertar“. Com a direção de Daniel Rezende e a diretora de voz Marina Santana, a trama reúne o primeiro Batman negro com Rocco Pitanga e mostra uma história que já te prende nos primeiros três episódios.

Totalizando 10 capítulos, a história mostra o vigilante de Gotham em uma nova missão, dessa vez como patologista forense que entra em uma nova missão: lidar com alguns corpos de um novo vilão, o Ceifador. Para isso, ele conta com a ajuda da assistente Kell, com a voz de Camila Pitanga.

O novo aspecto de Bruce, mostra uma pessoa distante do Batman, em uma Gotham que Jim Gordon já foi deixado de lado e sua filha Barbara, assume a missão de detetive policial, com a vox de Tainá Müller. Ela se caracteriza como uma personagem intensa, determinada e que aparentemente quer continuar os passos do pai, lutando por uma cidade justa e sem medo das ameaças.

O inesperado é que a mente de cada uma das vítimas se tornam um dos principais objetos de estudo de Bruce, ele tenta entrar nas realidades das vítimas para compreender porque seus corpos foram dilacerados, o que as tornaram em potencial para o assustador serial killer. Tal ação, no entanto, se torna prejudicial para a saúde de Wayne, que precisa esforçar seu psicológico ao máximo.

Tudo piora quando o vilão entra em contato com Bruce e demonstra ter total compreensão de sua caçada, o que o torna mais ameaçador e aterrorizador para toda Gotham. Descrito como um vilão democrático e analítico, o Ceifador consegue transpassar um grande desespero, mesmo que através apenas dos recursos de áudio.

A história mostra a figura já conhecida como justiceira de Gotham, de maneira mais profunda, enraizada em questões psicológicas e na forma de um suspense em que as características de detetive do personagem são exploradas, assim como o novo Batman de Robert Pattinson da DC Comics.

Os recursos sonoros conseguem ambientar a série de tal forma que é possível acessar a imaginação e se colocar dentro da trama. Isso se deve pela entonação dos atores e a maneira com que os backgrounds estão colocados, criando um clima de completa ação, suspense e um desenvolvimento movimentado.

Dessa forma, a audiossérie consegue prender e encantar o público, por apresentar uma nova realidade e ao mesmo tempo instigar diante de uma nova versão do famoso herói conhecido da DC Comics. O mistério causado pelos plots – bem utilizados em cada episódio – te deixam curiosos para o próximos e saber o que verdadeiramente aconteceu.

“Batman: Despertar” é verdadeiramente uma história nunca vista antes, que com o talento brasileiro consegue mostrar um Batman já conhecido, só que mais intenso e investigativo. É um áudio que você ouve como se estivesse assistindo e dentro das ruas de Gotham, trazendo uma realidade inovadora para a plataforma e também para esse tipo de produção.

Nota da autora:

Avaliação: 4 de 5.

Isabella Rocha
Redatora, produtora de conteúdo, uma garota que ama séries, filmes, livros e música e fala muito sobre histórias. A minha história está lá no Instagram (@bellaisarocha)!