Belle plagiou A Bela e a Fera? 

O filme Belle abalou as estruturas dos animes ao fazer uma releitura do conto A Bela e a Fera, atualizando seus temas para os dias de hoje.

belle
Reprodução/ Internet

O famoso filme Belle, que foi aclamado no Festival de Cinema de Cannes de 2022, utilizou de base para sua história o conhecido A Bela e a Fera. Ele faz uma releitura do conto de fadas, trazendo ele para a modernidade e atualizando seus temas e discussões, mas a essência do original está lá. E ele não é o único anime a fazer isso, pois Made in Abyss se inspira no Inferno de Dante

Veja também:

Filmes, desenhos, livros e quadrinhos que se inspiram naquilo que já veio antes não só é comum, mas algo essencial da ficção. Nada pode ser criado, sem ter algo anterior para se apoiar e até mesmo para subverter e inovar. A Bela e a Fera é um conto de fadas do século XVIII e até hoje inspira novas histórias, mas ele por si só foi “influenciado pela mitologia grega como Cupido e Psique e o casamento de Hefesto e Afrodite, bem como a literatura italiana precoce”. 

Se pensarmos em um dos maiores diretores de animação do Japão, Hayao Miyazaki, seus filmes são baseados em livros, como The Borrowers, que virou a animação The Secret World of Arietty. Por sua vez, The Borrowers é inspirado em contos do folclore britânico, The Little People ou The Wee Ones. O filme Castelo Animado, é uma adaptação do livro Howl’s Moving Castle de Diana Wynne Jones, que é inspirado em Tolkien, John Donne, Hamlet e Alice no País das Maravilhas.

Até mesmo pequenos elementos presentes em animes podem ter vindo de outros lugares, como a Pedra Filosofal, de Fullmetal Alchemist, que pertence ao folclore francês. Enquanto isso, os Isekai seguem o arquétipo da Jornada do Herói, que remonta ao conto britânico The Sword in the Stone.

Toda história é construída sobre as expectativas do que veio antes, mas quase toda história é em si uma versão do mesmo. Tanto inspiração quanto adaptação, do anime à poesia, grandes obras da literatura são construídas sobre os esqueletos daquelas que vieram antes. Se você alguma vez se deparar com uma história e pensar: ‘Esta é uma cópia de outra história que li’, tenha certeza de que não apenas ela certamente fez isso, mas que não fez nada de errado. Na literatura, todo roubo é apenas roubar de um ladrão.” (via CBR)

Mas, não confunda inspiração ou adaptação com plágio, entre os dois há uma separação, apesar de nem sempre muito bem delimitada. (via CBR

O Nerd Site agora tem um canal no Telegram – Participe para receber e discutir sobre as principais notícias da cultura pop (t.me/nerd_site)

Thaisy Quinteiro
Bacharela em Letras, tradutora e professora de japonês, apaixonada por kpop, anime/mangá, livros, drag queens, cosplay e tantas outras coisas que não cabem aqui!