Crítica – “Um Match Surpresa”

Temporada de filmes de Natal começou e Netflix repete a fórmula com essa comédia romântica.

Reprodução/Internet

No começo de novembro já pode-se esperar as produções de Natal da Netflix. “Um Match Surpresa”, de título original “Love Hard” é mais uma comédia romântica que atende a proposta esperada. Dessa vez, há uma ansiedade maior do público por algumas estrelas no elenco, como Nina Dobrev, de “The Vampire Diaries” e Darren Barnet, da série “Eu Nunca”.

O filme mostra um caso comum de catfish. Natalie (Nina Dobrev) é uma jornalista que escreve sobre suas decepções amorosas e encontros conflituosos com caras que conhece em um aplicativo. Até que ela conhece Josh (Jimmy O. Yang), o fator é que apesar da ótima conexão entre os dois, ele mora longe. No Natal, Natalie decide viajar até a Costa Leste americana para conhecê-lo e descobre que foi enganada.

Josh colocava as fotos de um colega da cidade, Tag (Darren Barnet), quando Natalie descobre ela fica furiosa e Josh decide ajudá-la a conquistar Tag em troca de se passar como sua namorada por algumas semanas. O filme trás aquela fórmula do clássico Esposa de Mentirinha (2011), em que Natalie se envolve emocionalmente com a família de Josh enquanto finge ser sua namorada. Em contrapartida, ela molda a sua personalidade para conquistar Tag.

O longa possui muitas referências de outras produções, o que torna a trama curiosa. Além de citarem grandes obras como “Duro de Matar”, “The Walking Dead” e “Game of Thrones”, a trama faz uma menção especial a um dos maiores clássicos de Natal, Simplesmente Amor (2003). Uma das cenas mais destacadas do longa veterano é adaptada para o roteiro de “Um Match Surpresa” e se encaixa como um dos principais pontos positivos da narrativa.

A comédia romântica entra em conexão com alguns detalhes clássicos de filmes de Natal. Dentre elas, a montagem da árvore de Natal, tradição de cantar músicas e tudo isso é ambientado em uma cidade americana típica. Com uma decoração temática, rica em detalhes e uma fotografia que representa bem a estética natalina, o filme consegue demonstrar a magia do Natal. Outro fator que evidencia isso, é a lição de moral que faz o público refletir sobre amor, empatia, aparências e lealdade.

O Nerd Site agora tem um canal no Telegram – Participe para receber e discutir sobre as principais notícias da cultura pop (t.me/nerd_site).

No entanto, o filme dirigido por Hernán Jiménez, segue a fórmula da plataforma de “comédia romântica natalina”. Não há grandes surpresas, a sequência dos acontecimentos são previsíveis e você já imagina o desfecho. Dessa forma, o roteiro de Rebecca Ewing e Danny Mackey, poderia ter desenvolvido rumos que fugissem da receita normal desse tipo de filme. Ao invés de Natalie ter levado toda culpa e ficado com Josh no final, muitas caminhos poderiam ser seguidos nessa narrativa, que superariam as expectativas do telespectador.

Contudo, “Um Match Surpresa” atende a sua proposta, com uma trilha sonora notável, alguns diálogos que rendem risadas e a fórmula de “fábula de Natal” em meio a um romance. É o tipo de filme que mantém o público em uma zona de conforto, diverte, entretêm, mas não pode ser considerado um clássico de Natal para toda a família.

Nota

Avaliação: 3.5 de 5.
Isabella Rocha
Isabella Rocha Redatora, produtora de conteúdo, uma garota que ama séries, filmes, livros e música e fala muito sobre histórias. A minha história está lá no Instagram (@bellaisarocha)!