Crítica – Terceira temporada “You”

Um casal de assassinos em uma cidade pacata e cheia de gente curiosa. A terceira temporada de "You" vai além do estereótipo.

Reprodução/Internet

Desde a primeira temporada, Joe (Penn Badgley), se mostrou um stalker esperto, obcecado e que se esforça muito para cobrir os seus rastros. Ao encontrar com Love (Victoria Pedretti), na segunda temporada, ele não imaginaria que a sua alma gêmea o compreenderia tanto e seria tão igual a ele, ou um pouco pior. Esse é o principal ponto da terceira temporada de You, o autoconhecimento do casal de assassinos.

Para seguir com essa estratégia na trama, a infância de Joe, mais uma vez, é explorada e novas informações sobre o período em que ele viveu no orfanato são apresentadas. Os traumas do stalker trazem uma “explicação” para os problemas de sua personalidade, como a carência por ter sido deixado pela mãe, a dependência emocional de novas obsessões e a violência pelo bullying que sofreu.

Após as tragédias da família Quinn, que cercaram Love e Joe, os dois se mudaram para uma nova cidade com o objetivo de recomeçar. Junto do recém-nascido Henry, fruto do relacionamento de ambos, eles tentaram viver uma família de elite normal em uma cidade com pessoas superficiais e curiosas. Aos poucos, os problemas e a escuridão que cercam os dois, retornaram e levaram o casal a fazer terapia.

You - Terceira temporada | Crítica |
Reprodução/Internet

Um dos pontos altos da trama se dá pela influência que a terapia faz nos dois, dando ao público um fio de esperança nos problemas do casal. No entanto, a sanidade de Joe e Love é completamente conturbada e com uma série de plot twists, a temporada se desenvolve surpreendendo o telespectador a cada episódio, com segredos, assassinatos, planos de omissão em meio a uma narrativa completamente coesa e instigante.

Os novos episódios mostram uma sucessão de acontecimentos que incriminam e instigam a desconfiança de Joe e Love a todo momento. Dessa forma, a temporada prende o público e surpreende mostrando a crueldade e o pior dos personagens principais.

A vizinhança de Madre Linda, cidade da qual o casal tenta se encaixar, tem um devido destaque no enredo. Joe e Love agem como se os vizinhos fossem apenas peças em seu jogo, mas se deixam levar facilmente pelas opiniões e entram nas futilidades que os colegas estão envolvidos. A personagem de Victoria, se mostra uma figura essencial para a narrativa, ela administra a função de esposa, mãe e mulher social de uma maneira desequilibrada, trazendo grandes consequências diretas na vida dos vizinhos e Joe também não deixa seus costumes completamente de lado e interfere na dinâmica social de Madre Linda.

Netflix lança teaser e fotos da terceira temporada de You (Você) | Band
Reprodução/Internet

A terceira temporada de “You” superou expectativas. Não era esperado que a trama conseguisse se manter criativa, ousada e instigante, uma vez que a história poderia facilmente ser apresentada de uma maneira saturada e seguir a ordem de “um stalker perseguindo um novo amor”. Isso se deve, principalmente, pela profundidade do comportamento psicológico dos personagens e a adição de histórias bem conectadas dos vizinhos, ao drama obscuro de Joe e Love.

Nota:

Avaliação: 4.5 de 5.

Isabella Rocha
Isabella Rocha Redatora, produtora de conteúdo, uma garota que ama séries, filmes, livros e música e fala muito sobre histórias. A minha história está lá no Instagram (@bellaisarocha)!