Billie Eilish diz que perdeu seguidores depois de lançar um novo visual: ‘As pessoas têm medo de peitos grandes’

Billie Eilish é capa da revista ELLE e recebeu apoio de Madonna que disse "As mulheres devem ser capazes de se retratar da maneira que quiserem"

Billie Eilish para ELLE Magazine
Billie Eilish para ELLE Magazine

Antes do lançamento de seu último álbum, ‘Happier Than Ever’, Billie Eilish, vencedora do Grammy de 19 anos estreou um novo visual completo, com cabelos loiros e um guarda-roupa mais revelador, fazendo novas coisas enquanto explorava novas maneiras de se expressar. Eilish disse a revista ELLE na matéria de capa da edição de outubro que ela perdeu milhares de seguidores no Instagram por causa da atualização estética.

As pessoas se apegam a essas memórias e têm um apego. Mas é muito desumano. Perdi 100.000 seguidores apenas por causa dos seios. As pessoas têm medo de seios grandes”, disse ela rindo. “… Você nem mesmo deveria saber quem você é até ter pelo menos a minha idade ou mais“, disse ela.

A cantora também explicou que decidiu pintar o cabelo de loiro para livrar-se de seus cachos verdes neon, sua marca registrada, e se misturar mais quando estiver em público.

Eu não tinha o objetivo de ‘Isso vai fazer todo mundo pensar diferente de mim’. Eu tive cabelos de cores diferentes e vibrações para tudo que já fiz. Eu queria que este álbum tivesse seu próprio estilo “, explicou ela. “Outro dia, postei um vídeo de quando eu tinha cabelo verde e vi as pessoas dizerem: ‘Sinto falta dessa Billie, a Billie de cabelo verde’. Ainda sou a mesma pessoa. Não sou apenas Barbies diferentes com cabeças diferentes”.

O escrutínio em seu guarda-roupa é algo que continua a frustrar. Ela disse a revista: “Outro dia, decidi usar uma camiseta sem mangas. Não era nem mesmo uma camisa provocante. Mas sei que as pessoas vão dizer: ‘Puta merda, ela está se vestindo de forma sexy e tentando fazer uma demonstração.’ E eu tipo, ‘Não, eu não estou. Está 500 graus e eu só quero usar uma camiseta sem mangas’“.

Para a história de capa, a lenda do pop Madonna deu sua perspectiva sobre a batalha contra as expectativas como uma mulher na indústria da música. “O problema é que ainda vivemos em um mundo muito sexista, onde as mulheres são classificadas em categorias: ou você está na categoria de virgem ou na categoria de prostituta”, disse a rainha do pop, que completou, “Billie começou em uma categoria não sexualizada, não agradar as massas e não usar sua sexualidade de forma alguma, o que é escolha dela e Deus a abençoe por isso – afinal, ela foi uma adolescente o tempo todo“.

[Mas] se ela quiser se virar e tirar fotos em que seja retratada como uma mulher feminina, mostrando seu corpo de uma forma que não fez no passado, então por que deveria ser punida por isso?” a cantora de “Like a Virgin” continuou. “As mulheres devem ser capazes de se retratar da maneira que quiserem. Se Billie fosse um homem, ninguém escreveria sobre isso. Um homem pode aparecer vestido de terno e gravata durante os primeiros três anos de sua carreira, e então no próximo mês ele poderia estar vestido como Prince ou Mick Jagger, sem camisa, usando delineador, e ninguém diria uma palavra“.

Em maio, Eilish contou à Vogue britânica sobre seu novo visual, abordando os padrões injustos aos quais as mulheres costumam se vestir com base na forma como se vestem, de que “mostrar o corpo e mostrar a pele – ou não – não deve tirar nenhum respeito de você”.

Leonardo Nascimento
Leonardo Nascimento Redator, estudante de publicidade e propaganda, fortalezense e amante de música pop.