Filmes

Alanis Morissette critica o documento ‘Jagged’ da HBO: ‘Esta não foi a história que concordei em contar’

Em nota, ela disse que não comparecerá a nenhum evento relacionado ao lançamento do longa, que estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 13 de setembro.

  Leonardo Nascimento    quarta-feira, 15 de setembro de 2021
Alanis Morissette

Alanis Morissette

Alanis Morissette diz que não apoiará “Jagged” , o documentário da HBO que documenta sua ascensão à fama e o lançamento de seu álbum seminal “Jagged Little Pill”.

No depoimento fornecido ao THR , Morissette diz, “Fui iludida por uma falsa sensação de segurança e isso tornou-se evidente assim que vi o primeiro corte do filme. Foi quando eu soube que nossas visões eram de fato dolorosamente divergentes. Esta não foi a história que concordei em contar.”

Ela diz que não comparecerá a nenhum evento relacionado ao lançamento do longa-metragem, que fez sua estreia no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 13 de setembro. “Não muito diferente de muitas ‘histórias’ e biografias não autorizadas ao longo dos anos, esta inclui implicações e fatos que simplesmente não são verdadeiros ”, diz a artista. No comunicado, Morissette não revela quais elementos do filme são falsos.

No documento, a cantora e compositora discute suas experiências pessoais com agressão sexual e estupro estatutário. Durante uma entrevista sentada no filme, ela diz: “Eu sempre diria que estava consentindo, e então me lembrava, ‘Ei, você tinha 15 anos, você não está consentindo aos 15.’ Agora eu fico tipo, ‘Oh sim, eles são todos pedófilos. É tudo estupro legal‘”, a artista não identifica seus supostos agressores.

Jagged” faz parte da série Music Box produzida por Bill Simmons, uma antologia de documentários focados na música, que também inclui o título TIFF Listening to Kenny G e o já estreado Woodstock 99: Peace, Love, and Rage. Jagged ainda não tem uma data de estreia na HBO.