Notícias

Estrutura de Marte pode ser muito diferente do que se pensava, segundo novos dados

Existem 3 teorias acerca da anatomia interna do planeta vermelho.

  Joshua Carvalho    segunda-feira, 26 de julho de 2021

Dados analisados pelo módulo de pouso InSight indicam que Marte tem uma “anatomia interna” diferente do que se acreditava: o núcleo pode ser maior, o manto mais denso e a crosta mais fina do que se pensava.

Anteriormente, modelos científicos estimaram que a crosta de Marte tinha espessura de 110 quilômetros, bem mais grossa do que a da Terra, que fica entre 5 e 70 quilômetros. Agora, existem 3 novas teorias.

Na primeira, são 3 camadas rochosas até o manto, que somadas têm menos do que 100 quilômetros. Outra lança a hipótese de Marte ter um manto que se estende por algo entre 400 e 600 km, isso porque Marte tem apenas uma única, gigantesca e praticamente estática placa tectônica, ao contrário das sete móveis da Terra.

Finalmente, o terceiro estudo considerou que o núcleo começa a uma profundidade de 1.560 km, aproximadamente. Um núcleo maior implica em menos densidade.

A conclusão é relativamente simples: se o núcleo de Marte é maior, então o manto é mais fino. Isso implica que o núcleo de Marte resfria a um ritmo mais rápido, o que por sua vez traz um impacto maior no campo eletromagnético, justamente aquilo que fez o planeta perder a atmosfera há bilhões de anos.

Os novos resultados ajudam a compreender melhor o passado e presente do planeta vermelho, e também estimar como são formados os planetas rochosos.

Via: Olhar Digital