Quadrinhos

Batman | Quadrinho de 2007 traz previsões terrivelmente precisas sobre 2021

A história em questão foi publicada na edição 666 de Batman nos Estados Unidos, e tinha como objetivo mostrar um futuro sombrio.

  Vitor Cayres    quarta-feira, 21 de julho de 2021

Reprodução

Não parece que é só Os Simpsons que breve o futuro. Uma história de Batman escrita em 2007 por Grant Morrison (e ilustrada por Andy Kubert), traz uma previsão que assusta pela coincidência com os eventos que estamos vivendo em 2021.

A informação veio a tona depois de se tornar viral por conta de Tim Seeley, coautor dos quadrinhos Grayson da DC Comics e criador de Hack/Slash para a Image Comics. Nele, vemos Damien Wayne (filho de Bruce) assumindo o manto do Homem-Morcego e ouvindo notícias que falam sobre restrições impostas por quarentenas no Reino Unido, temperaturas-recorde em locais dos Estados Unidos, efeitos da mudança climática e uma epidemia que já resultou em mais de 18 milhões de mortes.

Para tornar as consequências mais assustadoras, a história escrita em 2007 descrevia eventos que se passavam 15 anos depois — ou seja, em 2022. Embora os eventos não coincidam exatamente com o que estamos passando, fato é que não é difícil acreditar que Grant Morrison teve um bom êxito com suas previsões, infelizmente, pessimistas da realidade.

A história em questão foi publicada na edição 666 de Batman nos Estados Unidos, e tinha como objetivo mostrar um futuro sombrio da cidade de Gotham City. No universo criado pelo autor, Bruce Wayne morreu em sua missão de combate ao crime e foi substituído por seu filho Damian, que tinha poderes sobrenaturais frutos de um acordo com demônios.

O último trabalho do roteirista para a editora é Lanterna Verde, série em que colaborou com o artista Liam Sharp; e Superman and the Authority, que teve roteiro escrito em 2018, mas só agora tem sua publicação. Morrison anunciou no final de 2020 que se afastaria do mundo dos quadrinhos para cuidar de sua carreira televisiva, que inclui séries como Happy, da SyFy TV, eBrave New World, para o serviço de streaming Peacock.