Ray Fisher revela que Warner acreditava que ele foi manipulado por Snyder, que queria controle total da franquia

Ray Fisher pode ser visto no papel do Ciborgue na Liga da Justiça de Zack Snyder, nova versão do filme lançado em 2017.

Reprodução/Divulgação

Pra começar, vale relembrar um pouco como tudo isso começou. Ray Fisher, o Ciborgue de Liga da Justiça, concedeu uma grande entrevista para o The Hollywood Reporter, onde falou sobre todo o caso envolvendo sua guerra contra a WarnerMedia. Ainda naquele ano, o ator acusou a empresa de acobertar comportamentos racistas e abusivos vindo de nomes importantes do estúdio.

Agora, na matéria, a jornalista Kim Masters revela que pessoas dentro da Warner Media afirmavam que Fisher estava sendo manipulado por Zack Snyder, diretor original de Liga da Justiça. Segundo fontes, a Warner acreditava que tudo era parte de um plano de Snyder para retomar o controle do universo cinematográfico da DC.

Porém, Zack Snyder negou qualquer influência sobre os atos de Fisher. O ator, por sua vez, rebateu a acusação, e acredita tratar-se de mais uma atitude racista por parte dos envolvidos na gerência da empresa:

“A afirmação de que um homem negro não teria sua própria autonomia é tão racista quanto as conversas entre a liderança da Warner sobre as refilmagens de Liga da Justiça. Fui subestimado a cada passo durante este processo e é isso que nos levou a este ponto. Se eles tivessem me levado tão a sério quanto deveriam desde o início, não teriam cometido tantos erros tolos no processo”, diz Ray Fisher.

Ray teve sua relação com a Warner completamente comprometida depois de afirmar que o atual líder da DC Films, Walter Hamada, interferiu nas investigações das refilmagens de Liga da Justiça. O ator estava nos planos do estúdio para estrelar o primeiro filme do Flash, mas acabou sendo removido da produção.

“Não acredito que algumas dessas pessoas sejam adequadas para posições de liderança”, disse Fisher. “Não os quero excomungados de Hollywood, mas não acho que devam ser responsáveis ​​pela contratação e demissão de outras pessoas. Se eu não conseguir que as pessoas sejam responsabilizadas, pelo menos posso tornar todos cientes de com quem estão lidando.”

Ray Fisher pode ser visto no papel do Ciborgue na Liga da Justiça de Zack Snyder, nova versão do filme lançado em 2017.

Redação