Notícias

Reino Unido abre primeiro espaço para shows com distanciamento social

Cada um no seu quadrado. Literalmente.

  Paulo C. Góis    quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Reprodução/Internet

O primeiro local oficialmente distanciado a abrir no Reino Unido desde o início da pandemia realizou seu primeiro show na terça (11) à noite, com 2.500 fãs reunidos em 500 plataformas elevadas separadas colocadas em um campo de corrida.

Sam Fender foi a atração principal do primeiro de dois shows esgotados no que foi apelidado de Virgin Money Unity Arena, um anfiteatro pop-up no Parque Gosforth em Newcastle upon Tyne, Inglaterra. Cada um dos currais, com espaçamento de dois metros, comportava no máximo cinco pessoas cada.

Os usuários foram solicitados a usar máscaras e não se misturarem entre as seções, com uma alta taxa de conformidade vista em fotos que mostravam grandes espaços abertos entre as áreas individuais.

“Vou sentir falta dos mosh pits”, disse Fender em uma entrevista à BBC antes do show, “mas eles virão. Eles eventualmente voltarão quando tivermos permissão para fazer isso novamente. (…) Eu acho que é fantástico que nossa região vai liderar o caminho nisso, e seremos os pioneiros para algo que, esperançosamente, continuará durante o resto da pandemia. Não será o mesmo que um show que você normalmente faria, mas temos que fazer o que pudermos.”

Fender liderou as paradas do Reino Unido com seu álbum de estreia em 2018 e o prêmio Brits Critics’ Choice.

Outros shows no local improvisado foram marcados com Van Morrison, Maximo Park e os comediantes Jimmy Carr e Bill Bailey.

Os shows foram apresentados pela SSD Concerts, cujo Steve Davis disse que todas as plataformas ofereciam “uma bela vista do palco”.

O tráfego a pé de e para os banheiros foi marcado como mão única para evitar congestionamento ou cruzamento de caminhos, e alimentos e bebidas foram encomendados remotamente e entregues nas plataformas.