Notícias

Oprah denuncia racismo e não estampa capa de sua revista pela primeira vez na história

Em vez disso, a capa é estampada por Breonna Taylor, a técnica de pronto-socorro de 26 anos que foi morta pelas mãos da polícia em março.

  Paulo C. Góis    quinta-feira, 30 de julho de 2020

Reprodução/Internet

Pela primeira vez em 20 anos, Oprah Winfrey não estará na capa da O, The Oprah Magazine.

Em vez disso, a capa é estampada por Breonna Taylor, a técnica de pronto-socorro de 26 anos que foi morta pelas mãos da polícia que atirou nela em um “mandado de segurança” em sua casa em 13 de março.

Winfrey decidiu homenagear Breonna Taylor em grande parte, colocando-a na capa de O e dedicando a edição de setembro a lembrar sua vida, como um meio de manter o mundo falando sobre sua morte injusta.

Desde a morte de Taylor em Kentucky, as autoridades de Louisville proibiram “mandados de segurança” e demitiram um dos policiais envolvidos no tiroteio, mas os outros dois policiais ainda não foram acusados ​​ou demitidos.

Em um comunicado publicado no Twitter, Winfrey anunciou a capa, dizendo que “não podemos ficar em silêncio” sobre o assassinato de Taylor.

“Breonna Taylor. Ela era como eu. Ela era como você. E como todo mundo que morre inesperadamente, ela tinha planos ”, escreveu Winfrey. “Planos para um futuro repleto de responsabilidades, trabalho, amigos e risadas.

Penso em Breonna Taylor frequentemente. Imagine se três homens não identificados invadissem sua casa enquanto você dormia. E seu parceiro disparou uma arma para protegê-la. E então caos. O que eu tenho certeza: não podemos ficar em silêncio. Temos que usar o megafone que tivermos que clamar por justiça. E é por isso que Breonna Taylor está na capa da O Magazine.

A edição de setembro homenageia sua vida e a de todas as outras mulheres negras cuja vida foi tirada muito cedo.”


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários