Games

Diretor de ‘God of War’ diz que preço dos jogos “precisa aumentar”

Jogos precisam ser mais caros para diminuir microtransações dentro do game, disse Barlog.

  Paulo C. Góis    quinta-feira, 09 de julho de 2020

Reprodução/Internet

Há uma crescente conversa na indústria de jogos sobre o custo e o valor dos jogos recentemente, em parte inspirados pelos comentários feitos pelo ex-chefe da PlayStation nos EUA, Shawn Layden.

O executivo sugeriu no mês passado que os jogos AAA talvez precisem se tornar mais curtos ou custar mais na próxima geração de consoles devido ao aumento dos custos de produção.

Em um tweet publicado na quarta-feira (08), o designer de jogos da PlayStation e a pessoa por trás de God of War, Cory Barlog, disse acreditar que o preço dos jogos precisa aumentar.

“Prefiro um aumento inicial no preço do que esse cenário infernal sempre cheio de microtransações caça-níquel que alguns jogos se tornaram.”

Os comentários de Barlog seguem a sugestão de que os jogos AAA no PS5 e Xbox Series X podem ser vendidos por US$ 70. O 2K revelou este mês que a versão de próxima geração do NBA 2K21 custaria US$ 10 a mais que a versão de geração atual. É a primeira indicação de quanto os jogos da próxima geração podem custar.

Falando na conferência Gamelab Live em junho, o ex-executivo da PlayStation, Layden, se referiu a uma teoria comum de que os custos de desenvolvimento dobraram a cada nova geração de console, e afirmou que os jogos da geração atual atingiram entre US$ 80 milhões e US$ 150 milhões para a maioria dos jogos AAA.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários