Anime & Mangá

2020 – Japão Submerso: O anime mais realista e apocalíptico da Netflix

Com um foco mais adulto, 2020 – Japão Submerso (Japan Sinks) tem direção de Masaaki Yuasa, o mesmo por trás de Devilman Crybaby.

  Paulo C. Góis    segunda-feira, 20 de julho de 2020

Imagem: Netflix

Se você é um fã de animes, mas não se contenta apenas com histórias sem sentido de gente se batendo e soltando magia, você acabou de encontrar uma boa pedida.

Com um foco mais adulto, 2020 – Japão Submerso (Japan Sinks) tem direção de Masaaki Yuasa, o mesmo por trás de Devilman Crybaby, e é a primeira adaptação em anime do best-seller sci-fi de Sakyo Komatsu.

Pouco tempo depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, um grande terramoto atinge o Japão. No meio do caos, os irmãos Ayumu e Gou, da família Mutou, começam a escapar da cidade com a sua família. Os arquipélagos japoneses que estão afundando, no entanto, perseguem incansavelmente a família. Mergulhados em condições extremas, de vida e morte, e a escolha de se encontrarem e separarem-se – diante da terrível realidade, os irmãos Mutou acreditam no futuro e arranjam forças para sobreviver com o máximo esforço.

Quando a série começa, o foco é principalmente os Mutou, uma família da classe trabalhadora média com altos níveis de otimismo. Eles rapidamente se aproximam da ocasião, liderando um pequeno grupo de sobreviventes pelo Japão. Enquanto a catástrofe dizima o país, ela também aproxima a família Mutou. Cada membro tem tempo para expressar seu amor um pelo outro, demonstrando afeto e compaixão.
Assim como Devilman Crybaby, 2020 – Japão Submerso também tem classificação indicativa para maiores de 18 anos – ou seja, não espere uma historinha água com açúcar.
O anime de 10 episódios já está disponível na Netflix.

Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários