Filmes

Studio Ghibli anuncia ‘Aya and the Witch’, primeira animação CG do estúdio

Filme deve estrear na TV japonesa durante o inverno.

  Paulo C. Góis    quinta-feira, 04 de junho de 2020

O próximo filme do renomado Studio Ghibli será um pouco diferente dos seus anteriores.

O estúdio co-criado por Hayao Miyazaki é conhecido por sua experiência em animação tradicional, desenho à mão e apenas ocasionalmente usa CG em seus filmes.

O próximo Aya e a Bruxa, no entanto, ficará animado em 3D. O filme será lançado na televisão japonesa, e não nos cinemas, no inverno japonês.

Exceto pelo filme criado digitalmente (embora em 2D), Meus Vizinhos, Os Yamadas, CG representam apenas 10% do tempo de execução nos filmes anteriores de Ghibli.

O estúdio costuma usar CG apenas como substituto de cenas que são difíceis ou trabalhos para serem alcançados através de métodos desenhados à mão. Todos os filmes de Ghibli antes da Princesa Mononoke, de 1997, são completamente animados à mão.

No entanto, depois de se afastar temporariamente em 2013, Miyazaki desenvolveu um interesse no 3D CG. O Studio Ghibli também manifesta preocupação com o retorno dos investimentos – uma animação tradicional é lenta e onerosa na comparação com o CG 3D, portanto, essa mudança também pode ser uma medida de economia de custos.

Um aspecto de Aya e a Bruxa que caminha no terreno familiar é o seu material de origem. O filme será baseado no livro infantil Earwig and the Witch, de Diana Wynne Jones. O Studio Ghibli já usou o trabalho de Wynne Jones antes, adaptando um de seus livros anteriores em Howl’s Moving Castle, lançado em 2004.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários