Filmes

Sony acha que filmes “de família” saturaram e está investindo em animações +18

Declaração foi de Kristine Belson, chefe do estúdio de animações da Sony Pictures.

  Paulo C. Góis    sexta-feira, 26 de junho de 2020

Homem-Aranha no Aranhaverso

Parece que podemos esperar uma reviravolta nas animações da Sony.

Kristine Belson, chefe do estúdio de animações da Sony Pictures, revelou que a empresa pretende deixar um pouco de lado os desenhos de classificação livre e partir para novos rumos.

O movimento, é claro, pretende ser um contraponto à DreamWorks e à Disney, que já se tornaram referência no segmento infantil.

“Não acho que vamos continuar vendo tantos filmes animados ‘de família’, porque é algo saturado. Tenho certeza que, cada vez mais, aqueles com classificação ‘R’ (+18) vão ter mais espaço.

Estamos trabalhando em alguns, e muito empolgados com as possibilidades. Também acho que vocês vão ver filmes animados com classificação PG-13, que é algo bem incomum. Algo mais voltado para ação aventura. Coisas do tipo.”

Recentemente, a Sony conseguiu um Oscar de Melhor Animação por seu trabalho impecável em Homem-Aranha no Aranhaverso, que já tem uma sequência e um spin-off em desenvolvimento.

O que será que vem aí?


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários