Filmes

Johnny Depp e Robert Pattinson são vilões em ‘À Espera dos Bárbaros’

Filme expõe os horrores do apartheid sul-africano adaptando o livro do ganhador do Nobel de Literatura, J.M. Coetzee.

  Paulo C. Góis    quarta-feira, 24 de junho de 2020

Johnny Depp em À Espera dos Bárbaros – Reprodução/Internet

O longa À Espera dos Bárbaros recebeu seu primeiro trailer nesta quarta-feira (24).

A história, que é uma adaptação do livro de mesmo nome de J.M. Coetzee, autor ganhador do Nobel de Literatura, explora a natureza do poder absoluto e as ambiguidades da ética na figura de um magistrado honrado a serviço de um Império sempre mais brutal.

O cenário é um lugarejo poeirento na província ocidental de um certo Império. Um magistrado sem nome toca adiante sua rotina de funcionário correto a serviço de uma ordem que não lhe cabe questionar: recolhe impostos, dita sentenças e pouco se ocupa dos bárbaros maltrapilhos que perambulam a esmo pelo deserto escaldante.

Nas horas vagas, abandona-se à melancolia e à escavação de ruínas próximas, cobertas pela areia. Seus dias de modorra moral são interrompidos pela chegada do Coronel Joll, emissário de uma misteriosa Terceira Divisão de “guardiões do Estado”. Especialista nas artes do “interrogatório”, Joll vem da capital para investigar (com direito a tortura, censura e histeria) um suposto movimento de sedição entre os chamados “bárbaros” durante o apartheid sul-africano.

Johnny Depp e Robert Pattinson dão vida aos vilões da trama, enquanto Mark Rylance protagoniza.

 


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários