Notícias

Harvey Weinstein quase processou o Studio Ghibli – entenda o motivo!

“Se você não cortar a p**** do filme você nunca vai trabalhar nessa p****de indústria de novo! Você tá me entendendo, c******? Nunca”.

  Redação    quarta-feira, 03 de junho de 2020

Em sua biografia, intitulada Sharing a Houve with the Never-Ending Man: 15 Years at Studio Ghibli, que será lançada em breve, o ex-diretor da divisão internacional do Studio Ghibli, Steve Alpert, revelou que que o estúdio quase recebeu um processo pelo produtor Harvey Weinstein por causa do lançamento de Princesa Mononoke nos Estados Unidos (EUA).

Segundo a biografia, Harvey Weinstein, produtor de filmes como Kill Bill e acusado e julgado de assédio sexual e estupro,  havia exigido que Princesa Mononoke fosse editado para que sua duração fosse alterada de 135 minutos para 90. Como o diretor Hayao Miyazaki se recusou a realizar a alteração no longa, Harvey entrou em um estado de fúria e afirmou para o diretor que:

“Se você não cortar a p**** do filme você nunca vai trabalhar nessa p****de indústria de novo! Você tá me entendendo, c******? Nunca”.

Como o Studio Ghibli e Hayao Miyazaki mantiveram sua recusa em alterar a duração do longa, Princesa Mononoke foi lançado em sua versão completa e sem cortes. Porém, isso gerou a lenda de que Hayao Miyazaki havia mandado para o produtor americano uma espada samurai com uma mensagem escrito “Sem Cortes“.


Redação

Redação

“Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida”. – Confúcio. Foi com esse pensamento que os fundadores do Nerd Site escolheram trabalhar com o que já era uma paixão: o mundo do entretenimento nerd e geek.

Comentários