Notícias

Surreal! Coronavírus faz bilheteria da Ásia ter queda histórica de 85%

A região tem 5 dos 10 maiores mercados cinematográficos do mundo.

  Paulo C. Góis    quarta-feira, 01 de abril de 2020

As bilheterias de cinema na região da Ásia-Pacífico caíram 85% nos primeiros dois meses do ano. O coronavírus causou o fechamento do cinema, a hesitação do público e uma redução pela metade do número de lançamentos de filmes.

A Ásia abriga cinco dos dez principais mercados de cinema fora da América do Norte. De acordo com dados da MPAA, China, Japão e Coréia do Sul foram os três maiores territórios internacionais em 2019. A Índia ficou em sexto e a Austrália em décimo.

Os números da S&P Global Market Intelligence e OPUSData cobrem apenas janeiro e fevereiro, um período em que a Ásia sentiu pela primeira vez o impacto do Covid-19. Indicadores locais sugerem que março será pior ainda.

A S&P diz que a China foi a mais atingida, com um declínio de 96% ano a ano em janeiro e fevereiro. Isso ocorre porque todos os 70.000 cinemas do país foram fechados a partir do final de janeiro e o período mais lucrativo do ano, os dez dias de férias do Ano Novo Chinês, não ocorreu. Os dois meses assistiram a apenas 24 novos lançamentos em janeiro e fevereiro, segundo dados da S&P.

Os cinemas começaram a fechar na Coréia do Sul em fevereiro, supostamente levando a um aumento de receita nos cinemas drive-in. As bilheterias do país arrecadaram US$ 125 milhões em janeiro e fevereiro, uma queda de 59% ano a ano, com o número de novos lançamentos caindo 29%.

Dados publicados quarta-feira pelo Conselho Coreano de Cinema (KOFIC) mostram que as receitas de março caíram para o nível mais baixo de todos os tempos nos 14 anos em que a organização acompanha dados diários – mesmo sem o fechamento obrigatório de filmes.

A KOFIC disse que apenas 1,83 milhão de pessoas foram ao cinema em março de 2020, em comparação com 14,7 milhões no mesmo mês do ano passado. A receita agregada foi de apenas US$ 12,4 milhões. As vendas de ingressos em fevereiro totalizaram apenas 7,37 milhões.

O Japão registrou US$ 126 milhões em receita de bilheteria em janeiro e fevereiro, uma queda de 41%, segundo a S&P.

O analista de bilheteria local Hiroo Otaka estima que o Japão tenha caído 70% em março em relação ao ano anterior, normalmente um mês de pico por causa do feriado de primavera. Uma das principais razões para a queda foram os lançamentos posteriores de muitos grandes filmes de Hollywood. Em um post de blog na quarta-feira, Otaka listou um total de 30 filmes atrasados, estrangeiros e locais.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários