Games

Polêmica! PlayStation Store da Rússia se recusa a vender ‘Call of Duty: Modern Warfare 2’

Motivo é a controversa missão ‘No Russian’, em que o jogador mata civis em Moscou.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 31 de março de 2020

O remaster de ‘Call of Duty: Modern Warfare 2‘ foi lançado hoje para o PS4, exceto na Rússia. A Sony Rússia está atualmente se recusando a vender o jogo na PlayStation Store russa.

No momento da publicação, o braço oficial russo da Sony não anunciou por que está impedindo o jogo da PlayStation Store russa, mas provavelmente deve ter relação com o controverso nível “No Russian“.

Dito isto, embora a Sony não tenha comentado sobre a situação, a filial oficial russa do Call of Duty o fez.

“A campanha Call of Duty: Modern Warfare 2 Remastered é uma campanha completamente fictícia de 2009, recriada em qualidade HD”, escreve a conta oficial do Twitter da Call of Duty Russia. “A Sony Interactive Entertainment decidiu não vender o jogo na PS Store russa. Esperamos ansiosamente o lançamento do jogo em formato digital para o PC e os consoles do Xbox”.

Para quem não sabe: o nível “No Russian” é um dos níveis mais controversos da história dos videogames. Nele, os jogadores entram no lugar de Joseph Allen, um agente secreto da CIA.

Jogando como Allen, os jogadores são convidados a participar de um tiroteio em massa em um aeroporto de Moscou para ganhar a confiança de um grupo terrorista russo.

Como seria de se esperar, isso causou polêmica, especialmente na Rússia.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários