Música

Bob Dylan lança música de 17 minutos sobre o assassinato de JFK

A faixa surpresa, que Dylan disse ter sido gravada “um tempo atrás”, vem oito anos após seu último álbum de material original.

  Paulo C. Góis    sexta-feira, 27 de março de 2020

Durante anos, os fãs de Bob Dylan têm falado com uma espécie de reverência sobre a música mais longa que ele já lançou, “Highlands“, uma faixa de 1997 que tem nada menos que 16 minutos e 31 segundos de duração.

Agora, 23 anos depois, ele se superou. Quando o relógio bateu meia-noite na costa leste da sexta-feira (27) de manhã, Dylan lançou uma nova música, “Murder Most Foul“, que tem um tempo de execução apenas alguns segundos abaixo da marca de 17 minutos – e é uma associação livre épica sobre o assassinato de 1963 do Presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy.

Poucas informações foram dadas sobre a faixa surpresa, exceto uma breve declaração do próprio Dylan:

“Saudações aos meus fãs e seguidores com gratidão por todo o seu apoio e lealdade ao longo dos anos.

Essa é uma música inédita que gravamos há um tempo e que você pode achar interessante.

Fique seguro, fique atento e que Deus esteja com você.

Bob Dylan”

Um representante de Dylan disse que a declaração era toda a informação que eles estariam divulgando sobre a música, então se “um tempo atrás” significa uma questão de meses ou muitos anos continua sendo um mistério.

Em versos que procedem com liberdade suficiente para que nem sempre seja fácil decompô-los em estrofes separadas, a letra geralmente fala de maneira extremamente literal do assassinato de Kennedy, com uma tendência a considerações conspiratórias sobre o evento. Mas à medida que a música avança, ela se torna mais livremente uma fantasia da cultura pop.

 


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários