Notícias

Brad Pitt vence o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e critica Trump em discurso

Ator ironizou o processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Brad Pitt continuou sua dominação na temporada de prêmios (e discurso de aceitação) na noite de domingo, ganhando o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante no Oscar 2020 por seu papel em ‘Era uma vez em Hollywood‘, de Quentin Tarantino.

Durante seu discurso, Pitt também voltou seus olhos para a política dos Estados Unidos, ironizando o julgamento de impeachment do presidente Donald Trump por bloquear o testemunho do ex-conselheiro de segurança nacional John Bolton.

“Eles me disseram que só tenho 45 segundos aqui, o que é 45 segundos a mais do que o Senado deu a John Bolton esta semana”, disse ele no palco. “Acho que talvez Quentin faça um filme sobre isso – no final, os adultos fazem a coisa certa.”

Ele continuou prestando homenagem a Tarantino:

“Tarantino, você é original, é único. A indústria cinematográfica seria um lugar muito mais seco sem você. ”

Nos bastidores da sala de imprensa, Pitt foi questionado sobre seus comentários sobre Bolton.

“Fiquei realmente decepcionado com esta semana”, disse ele. “Acho que quando o espírito de jogo supera a coisa certa, é um dia triste e não acho que devemos deixar isso passar. Eu sou muito sério sobre isso. “


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários