Filmes

Mulan será realista e não terá Mushu ou músicas da animação: “Ninguém canta na guerra”

Será que isso vai agradar os fãs? Mulan chega aos cinemas em 27 de março de 2020.

  Paulo C. Góis    quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

A Disney está investindo pesado na produção de ‘Mulan‘.

O longa é um dos mais caros na história do estúdio, com um orçamento de quase 300 milhões de dólares, e tem como objetivo conseguir captar o mercado chinês – um dos maiores do mundo.

Por isso, algumas mudanças foram feitas e o filme quase não se parece com a clássica animação que conhecemos. Ele não contará com o divertido dragãozinho Mushu e nem, para a surpresa de muitos, com as clássicas músicas do original.

Confira a entrevista da diretora Niki Caro ao Digital Spy, em que explica um pouco dessas questões:

“Voltando à questão do realismo – ninguém canta quando está em guerra. Não que eu tenha algo contra a animação. As músicas são brilhantes, e se tivesse como encaixá-las no filme, eu faria. Mas honramos as músicas da animação de uma forma muito significativa.

Neste filme, há a representação de uma criatura – uma representação espiritual dos ancestrais e, mais particularmente, do relacionamento de Mulan com o pai. Mas uma nova versão de Mushu? Não.”

Jet Li será o Imperador da China no filme. Gong Li foi escalada no papel da vilã da trama, que contará com uma grande mudança em relação à animação original. Li interpretará uma poderosa bruxa, enquanto que no original o vilão era o líder dos Hunos, Shan Yu.

Donnie Yen, de ‘Rogue One: Uma História Star Wars‘, viverá um mentor/professor, chamado Comandante Tung. O personagem foi especificamente criado para essa nova versão e não existe na animação original. O ator Yoson An interpretará Chen Honghui, um confiante e ambicioso recruta que, nessa nova versão, será um importante aliado da protagonista e eventualmente se tornará seu interesse amoroso.

Mulan chega aos cinemas em 27 de março de 2020.

https://www.youtube.com/watch?v=Wwv69y_MPZ0

Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários