Notícias

Demorou! Orquestra do Oscar será comandada por uma mulher pela 1ª vez na história

A compositora e maestro Eímear Noone comandará a parte musical da cerimônia.

  Paulo C. Góis    quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Demorou nada menos que 92 anos para que uma mulher comandasse a orquestra do Oscar.

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas contratou a compositora e maestro Eímear Noone para comandar a cerimônia musical do Oscar 2020, a primeira na história a conseguir o feito.

Noone vai conduzir excertos das 5 trilhas sonoras indicadas na premiação, embora ainda não esteja claro se elas são apresentadas como um medley ou separadamente – e nem se a orquestra estará presente no palco principal do Dolby Theatre.

Concorrem a Melhor Trilha Sonora os filmes 1917′ (Thomas Newman), ‘Adoráveis Mulheres’ (Alexandre Desplat), ‘Coringa’ (Hildur Gudnadóttir), ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’ (John Williams) e ‘História de Casamento’ (Randy Newman).

Contatada em Dublin, ela disse o seguinte à Variety:

“Os maravilhosos produtores do Oscar decidiram que finalmente gostariam de ver uma presença feminina no pódio depois de todos esses anos.”

Ela elogiou o diretor musical do Oscar, Rickey Minor, como “um incrível espírito do bem que se esforça para elevar a música e os músicos em todas as direções possíveis”.

 


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários