Filmes

Scorsese admite que Coringa é “muito diferente” de outros filmes de super-heróis

Cineasta considerou dirigir o filme, mas desistiu da ideia.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 05 de novembro de 2019

Martin Scorsese, cujas críticas a filmes de super-heróis continuam ecoando e gerando discussões por aí, considerou seriamente dirigir ‘Coringa‘.

Entretanto, em entrevista à BBC, o aclamado cineasta disse que não teria tempo ou interesse em fazer um filme cujo protagonista se transforma em um “personagem de quadrinhos”, mas considerou a obra muito diferente de outros filmes de super-heróis.

“É diferente dos filmes de super-heróis. É muito diferente. Os filmes de super-heróis são, como disse, uma outra forma de arte. Eles não são fáceis de serem feitos, há muita gente talentosa fazendo um bom trabalho, e muita gente jovem realmente gosta dos filmes. Mas eu realmente acho que está mais para uma extensão de parques de diversão.”

Scorsese chegou a dizer que mesmo sob a direção de Todd Phillips o longa mostra influências de seus próprios filmes, embora não tenha especificado os elementos em que isso ocorre.

“Eu decidi que não teria tempo para isso [dirigir o filme]. Todd me disse: ‘Marty, esse é seu’, e ‘Eu não sei se quero’. Por razões pessoais, eu não quis me envolver, mas eu conheço muito bem o roteiro.”

Scorsese continuou, dizendo que a performance de Joaquin Phoenix ajudou a transformar o filme em um trabalho memorável.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários