Séries & TV

Reboot de ‘Gossip Girl’ será menos racista e terá mais personagens LGBTQs

A nova série foi anunciada em julho e se passará doze anos após os acontecimentos da trama original.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 12 de novembro de 2019

Kristen Bell vai retornar para ‘Gossip Girl‘.

Foi anunciado recentemente que o serviço de streaming HBO Max planeja produzir um reboot da série, e agora, de acordo com informações da Variety, a atriz participará da produção como narradora – assim como na série original.

E, segundo o escritor e produtor Joshua Safran, que participou da produção original e retornará para a sequência, a obra será bem menos racista e LGBTQfóbica.

Ele disse em entrevista durante o Vulture Festival que os novos episódios trarão mais representatividade:

“Não houve muita representação na primeira vez que o programa foi ao ar. Eu fui o único escritor gay que ficou o tempo todo lá. Quando eu fui para uma escola particular em Nova York nos anos 90, a escola não refletia necessariamente o que estava em Gossip Girl. Portanto, desta vez, os protagonistas não são brancos. Há muito conteúdo gay no reboot. Estamos lidando muito com a aparência do mundo agora, de onde vêm a riqueza e os privilégios, e como você lida com isso.”

A nova série foi anunciada em julho e se passará doze anos após os acontecimentos da trama original. A narrativa seguirá uma nova geração de adolescentes de uma escola particular em Nova York que são escrutinados pelo site Gossip Girl.

A série explorará como as redes sociais mudaram sua influência sobre as pessoas no decorrer dos anos.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários