Polêmicas

Presidente Bolsonaro acusa Leonardo DiCaprio de causar incêndios na Amazônia

Nenhuma prova foi apresentada para embasar as acusações até o momento.

  Paulo C. Góis    sexta-feira, 29 de novembro de 2019

O Presidente Jair Bolsonaro acusou o ator Leonardo DiCaprio de financiar incêndios na Floresta Amazônica.

A declaração foi revelada pelo jornal Folha de São Paulo nesta sexta-feira (29) e se refere a uma doação feita pelo artista em agosto desse ano, que ajudou diversas ONGs brasileiras com US$ 5 milhões através da sua fundação Earth Alliance.

A doação tinha o objetivo de, justamente, combater os incêndios na Amazônia – mas, segundo o presidente, são as ONGs que queimam a floresta.

Em uma reunião com eleitores do Pará, o presidente disse o seguinte:

“Agora o Leonardo DiCaprio é um cara legal, não é? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia. Quando eu falei que havia envolvimento de ONGs, o que a imprensa fez comigo?”

“Uma ONG contratou R$ 70 mil pra fotografia de queimadas. O pessoal ali, da ONG, o que eles fizeram? O que é mais fácil? Toca fogo no mato. Tira foto, filma, manda para a ONG, a ONG divulga aquilo, faz uma campanha contra o Brasil, daí entra em contato com o Leonardo DiCaprio e ele doa US$ 500 mil para essa ONG. Uma parte foi pro pessoal que tava tocando fogo. Leonardo DiCaprio, você está colaborando com a queimada na Amazônia.”

Bolsonaro se referia à Operação Fogo Sairé, que prendeu ilegalmente na última terça-feira (26) quatro pessoas da organização Brigada Alter do Chão por suspeita de envolvimento com as queimadas em Santarém, no estado do Pará. Eles foram soltos um dia depois devido à falta de provas.

Cabe lembrar que na última quinta-feira (28) o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, também declarou que a doação de DiCaprio ajudou as ONGs a destruírem a Floresta Amazônica.

Nenhuma prova foi apresentada para embasar as acusações até o momento.

Leonardo DiCaprio e sua fundação Earth Alliance ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

 


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários