Notícias

Ava DuVernay critica Academia após decisão de barrar filme nigeriano no Oscar

‘Lionheart’ está disponível no catálogo da Netflix.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 05 de novembro de 2019

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas tomou recentemente a decisão de barrar o filme ‘Lionheart‘, da Nigéria, de competir no Oscar 2020.

O filme seria nomeado junto a vários outros na categoria de Melhor Filme Internacional, mas foi desclassificado por, segundo a organização, “conter muitos diálogos em inglês”. Acontece que o inglês é o idioma oficial do país, que foi colonizado pela Inglaterra.

Através do seu Twitter, a cineasta Ava DuVernay (13ª Emenda) criticou a decisão:

“Para a Academia: vocês desqualificaram a primeira inscrição da Nigéria na história para Melhor Filme Estrangeiro porque está em inglês. Mas inglês é a língua oficial da Nigéria. Vocês estão barrando um país de competir no Oscar em sua língua oficial?”

Genevieve Nnaji, que dirige e estrela o longa, agradeceu pelo apoio e continuou a denunciar a injustiça da situação:

“Esse filme representa a forma que falamos como nigerianos. Isso inclui o inglês, que age como uma ponte entre as mais de 500 linguagens faladas no nosso país, fazendo de nós #UmaNigeria. Não é diferente de como o francês conecta comunidades em ex-colônias francesas. Nós não escolhemos quem nos colonizou. Como sempre, esse filme e muitos como ele são orgulhosamente nigerianos.”

Representantes da Academia preferiram não comentar a questão ao serem procurados pelo TheWrap. A Netflix, que distribui o filme internacionalmente, também não se pronunciou.

Confira a sinopse oficial do filme:

Seu pai adoeceu. Agora, Adaeze tem de dividir a direção dos negócios da família com seu tio e provar seu valor em um mundo dominado por homens.

‘Lionheart’ está disponível no catálogo da Netflix.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários