Notícias

Cosplayer do Coringa acusa seguranças da BGS de espancamento e ameaça de estupro

Caso ainda está sendo investigado.

  Paulo C. Góis    sexta-feira, 18 de outubro de 2019

O cosplayer Michael Giordano, de 34 anos, esteve presente na Brasil Game Show 2019 (BGS) no último domingo (13).

Giordano faz cosplay do vilão Coringa, da DC Comics, e afirmou ter sido espancado e ameaçado de estupro pela equipe de segurança do evento – que ocorreu no Expo Center Norte entre os dias 10 e 13 de outubro.

De acordo com sua história, ele saiu para retocar a maquiagem após ter a confirmação de que poderia voltar, mas foi barrado por alguns seguranças. Um deles começou a agressão ali, estrangulando Giordano e o arrastando para uma sala nos fundos do evento, onde tomou socos e chutes e até mesmo foi ameaçado de estupro por um dos agentes.

“Eles me colocaram contra a parede e começaram a falar: ‘[…] Vamos estuprar o Coringa porque ele é viado, está usando saia'”, lembra.

A “saia” referida é o figurino de ‘Batman: O Cavaleiro das Trevas‘, em que o vilão veste as roupas de um manicômio.

A BGS se pronunciou dizendo que ainda analisa o caso e que prefere tomar uma decisão tardia a se “precipitar levianamente” e apontar culpados. O contrato com a empresa de segurança foi suspenso até os fatos serem devidamente apurados.

CUPONS DE DESCONTOS:

 


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários