Listas

As 7 piores séries de terror na história da Netflix, segundo o IMDB

Não tem como defender.

  Paulo C. Góis    quinta-feira, 03 de outubro de 2019

Chegamos no mês de outubro, e é hora de celebrar as maiores obras do horror. Mas também… nem tudo são flores. A Netflix tem um ótimo catálogo, mas algumas pérolas podres se destacam quando vamos falar de séries. Para o mal. Mas bota mal nisso.

Nós separamos as 7 piores séries de terror no catálogo da Netflix (na nossa opinião!) e suas notas no IMDB para vocês verem por sua própria conta e risco.

7. Diablero (6.6/10)

Vamos começar com uma que não é tão ruim assim. Mas também não é boa. Nem perto disso, na verdade. A Netflix está sempre tentando ter um conteúdo mais diverso, que contemple todas as partes do mundo, e Diablero faz parte desse esforço.

A série mexicana tem oito episódios em sua primeira temporada e conta a história de um padre, um caçador de demônios e um super-herói detonando monstros na Cidade do México. E é isso. Não é tão legal quanto parece. As críticas deixam claro que o roteiro é ruim, a direção de arte é inconsistente e… bom, assiste pra ver.

6. Chambers (6.5/10)

Essa aqui nem tem como defender. Diablero ainda conseguiu uma segunda temporada, mas Chambers nem isso – mesmo tendo Uma Thurman (Kill Bill) no elenco. A série foi cancelada após apenas 10 episódios.

A trama gira em torno de uma adolescente que recebe um transplante de coração e é perseguida pelo espírito do dono anterior. Poderia até ter sido uma boa história, mas, de alguma forma, conseguiram estragar tudo.

5. Black Summer (6.3/10)

Ninguém aguenta mais histórias com zumbis, mas a Netflix decidiu investir ainda mais na parada. E é claro que não deu certo.

O ‘The Walking Dead‘ da plataforma de streaming – dos mesmos criadores de ‘Z Nation‘ – chegou muito ruim, com os críticos dizendo ser “erro de edição”, e não sabemos até agora se a série terá uma segunda temporada.

4. O Nevoeiro (5.4/10)

Esse aqui é uma incógnita, porque não sabemos como um filme tão legal virou uma série tão ruim.

E não podemos culpar Stephen King – que escreveu a trama original – pelo fracasso. A série conta a história de uma família que se separa após um estranho nevoeiro tomar conta da cidade onde moram, e foi cancelada na primeira temporada.

3. Eu Vi (Haunted) (4.5/10)

Essa aqui é um pouco diferente. Eu Vi, chamada de Haunted lá fora, é um documentário de “histórias reais” (risos) de terror. A trama segue re-encenações dos contos e foi bastante criticada por não ser muito verossímil e não entregar o realismo que o público esperava. Por isso, terminou com essa notinha mixuruca no IMDB.

Não podemos dizer que não foi merecido.

2. O Caminho do Demônio (Demon’s Path) (3.4/10)

Ano passado a Netflix adquiriu os direitos de distribuição da série malasiana O Caminho do Demônio. Antes não tivesse feito isso. A trama é focada em um homem que pode ver os últimos momentos antes da morte de uma pessoa e decide se unir à polícia para ajudar a investigar diversos homicídios que estão ligados a três criminosos.

Poderia ser bom, realmente poderia. A premissa é muito boa. Mas a série é um show de horrores – no mal sentido. Apesar disso, o The Daily Beast tem uma crítica chamando a série de “um convite irresistível para maratonar”. Vai na fé. A nota 3 de 10 continua lá como aviso.

1. Você Não Vai Dormir (Don’t Watch This) (3.2/10)

Eu gosto do nome original dessa série, porque ele é bem honesto.  ‘Don’t Watch This’, ou ‘Não Assista Isso’ em português, deveria ser um artifício de psicologia reversa para convencer o público a assistir – mas acaba sendo um ótimo conselho. Não assista mesmo.

A série é um apanhado de vários episódios. Todos são curta-metragens de terror, o que poderia ser uma ótima ideia. ‘Love, Death & Robots‘ segue esse mesmo princípio e é uma obra-prima do início ao fim. Mas ‘Você Não Vai Dormir’ é simplesmente tosco e esquisito e você não vai dormir de raiva mesmo. Mas olha pelo lado bom: com cada episódio tendo 10 minutos, você não perderá muito tempo.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários