Tecnologia

Apple despenca e perde preferência entre os chineses depois de Trump barrar Huawei

Alguns especialistas acreditam que essa onda de nacionalismo veio para ficar.

  Vitor Cayres    sábado, 21 de setembro de 2019

Parece que a relação entre Apple e os chineses têm um novo capítulo, mas dessa vez o amor parece estar acabando. Segundo a consultoria de marcas Prophet, que divulgou o ranking das 50 principais marcas do mercado chinês, a Apple, que ocupava a 11ª posição em 2018, despencou para o 24ª lugar.

Outro ponto que chama a atenção é o crescimento de sua concorrente no país, a Huawei, que teve uma ascensão de duas posições, ocupando a o 2º lugar e tornando-se uma das sete empresas chinesas a ocupar o top 10 da lista. Segundo analistas, a reputação da Apple está afundando entre os consumidores chineses por conta da guerra comercial dos EUA contra a China em geral e a Huawei em particular.

A consultoria de marcas Prophet perguntou a 13.500 consumidores chineses quais marcas eram indispensáveis à vida dos entrevistados. A resposta mostrou que a fidelidade à Apple é agora da Huawei, hoje na lista negra do Departamento de Comércio americano.

Alguns especialistas acreditam que essa onda de nacionalismo veio para ficar. “É uma mudança de longo prazo. A maioria dos chineses acredita que seu país não precisa dos EUA para nada”, disse a sócia-gerente da Arbor Ventures Melissa Guzy, à Business Insider.


Vitor Cayres

Vitor Cayres

Fundador, formado em Publicidade e Propaganda, paulista e, enquanto não consegue ir para Marte, acredita que um dia teremos respostas sobre as origens dos Aliens.

Comentários