Filmes

Produtor de ‘Green Book’ diz que filme foi feito para um público branco e mais velho

Filme foi o grande vencedor do Oscar 2019.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 30 de abril de 2019

Um dos produtores por trás do grande vencedor do Oscar 2019, ‘Green Book‘, defendeu o filme de críticas sobre como eles contaram a história, argumentando que na verdade era voltado para um público branco mais velho.

“O público desse tipo de filme é em grande parte mais velho e em grande parte branco”, disse Jonathan King, presidente de cinema e televisão narrativa da Participant Media. “Se você acredita que os brancos mais velhos não precisam ser orientados a serem menos racistas, porque isso é um problema do passado, olhe ao redor. Porque eles precisam.”

King falou em um painel sobre diversidade e inclusão durante a Conferência Global Milken em Beverly Hills, Califórnia, na segunda-feira.

“Ocasionalmente, você precisa fazer um filme dirigido a pessoas brancas mais velhas”, acrescentou.

Embora tenha ganhado o prêmio de melhor filme no Oscar deste ano, Green Book atraiu críticas principalmente por contar uma história sobre um afro-americano através da perspectiva de uma pessoa branca.

No filme, o pianista clássico Dr. Don Shirley (Mahershala Ali) é conduzido pelo sul da era Jim Crow por seu motorista branco Tony “Lip” Vallelonga (Viggo Mortenson).


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários