Filmes

Animais Fantásticos 3 | Presença de Johnny Depp na franquia estaria incomodando a Warner

A coisa tá ficando feia e a imagem da Warner Bros. está lá embaixo.

  Paulo C. Góis    segunda-feira, 15 de abril de 2019

Johnny Depp foi escolhido pela Warner Bros. para dar vida ao bruxo das trevas Gellert Grindelwald em Animais Fantásticos, e desde então sua participação na franquia tem sido uma polêmica.

O motivo é simples: Depp recebeu uma acusação de agressão física da sua ex-esposa, Amber Heard, o que gerou um processo judicial que rola até hoje. Na época, entretanto, J.K. Rowling ratificou a escolha e ele continuou no papel.

O que a Warner pensava era que o caso logo sairia da mídia e todo mundo esqueceria, poupando a empresa de dores de cabeça. Mas não foi o que aconteceu.

O caso continua e Depp voltou aos tribunais com um processo judicial no valor de US$ 50 milhões contra Heard, acusando-a de forjar uma denúncia falsa de abuso doméstico.

Por isso, com o caso de volta à mídia, a Warner Bros. estaria sem saber o que fazer – principalmente considerando-se que a corporação passou por um baque ao ser revelado ao público que seu CEO, Kevin Tsujihara, estava envolvido em escândalos sexuais. Tsujihara foi afastado de suas funções.

Uma fonte interna da empresa disse o seguinte em entrevista:

Os executivos da Warner Bros. estão se perguntando como lidar com a reação da questão do Depp na franquia Harry Potter. Executivas de alto nível no estúdio estão extremamente preocupadas em trabalhar com Depp e com a mensagem que ele envia ao público, especialmente após a recente e sórdida saída do CEO Kevin Tsujihara. Este é mais um golpe na moral dos funcionários do estúdio. Se a Warner Bros continuar a depender de Depp, isso revelará muito sobre os valores que a empresa quer passar.

Será que ele vai ser demitido? Será que vão comprar essa briga?


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários