Notícias

Pirataria cresce novamente com o boom de conteúdo exclusivo no streaming

Uso de torrents ilegais voltou a crescer mundialmente.

  Paulo C. Góis    terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Quem lembra da época em que todas as séries e filmes eram baixados da internet?

Com a ascensão dos serviços de streaming, como Netflix e Amazon Prime Video, a pirataria diminuiu absurdamente de tamanho – como aconteceu com a música após o surgimento do Spotify, por exemplo.

Segundo o relatório The Global Internet Phenomena Report [Relatório do Fenômeno Global Internet], que foi divulgado no final de 2018, o audiovisual ocupa mais da metade do tráfego mundial de dados: 58%. Destes, a Netflix abocanha 15%.

O relatório aponta que em 2011, os torrents ilegais respondiam por 52% dos dados de rede fixa na América do Norte – o que acabou caindo para 26% com a vinda dos serviços de streaming em 2015.

Acontece que os torrents voltaram à moda.

Com cada vez mais empresas lançando seu próprio catálogo de streaming exclusivo, fica difícil para as pessoas assinarem todos os serviços ao mesmo tempo, e os downloads ilegais cresceram novamente, com aumento de 32%.

Que coisa, hein?


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Relacionados