,

Brie Larson é acusada de “machismo reverso” e esclarece comentário sobre querer diversidade nos filmes

Capitã Marvel está prestes a estrear, mas dessa vez não é sobre isso que vamos falar.

Acontece que a protagonista do longa, Brie Larson, foi acusada por homens raivosos de estar praticando “machismo reverso” ao fazer comentários sobre querer mais inclusão nos filmes – dentro e fora das telas.

A atriz esclareceu em entrevista à Fox o que quis dizer com suas falas:

O que estou procurando é trazer mais assentos para a mesa. Ninguém está tirando a cadeira deles. Não há menos lugares na mesa, há apenas mais lugares na mesa.

É mole? Os caras não aguentam um filme.

Parece piada, mas a página do filme Capitã Marvel no site de críticas Rotten Tomatoes foi invadida por dezenas de comentários machistas.

Entre outras coisas, alguns rapazes estão reclamando sobre o fato do filme ser protagonizado por uma mulher e sobre as falas da Disney e da própria Brie Larson – que interpreta a heroína – de que diversidade é importante no cinema

Cabe lembrar que o filme… ainda não estreou.

Além disso, é bom ressaltar que não é a primeira vez que isso acontece: Pantera Negra, um marco na história do cinema que concorre ao Oscar de Melhor Filmecom o primeiro protagonista negro da Marvel no MCU, também recebeu uma chuva de comentários disfarçadamente racistas no site.

Como podemos ver, existe um padrão na reação às tentativas e tornar o mundo artístico mais diverso. E uma grande falta do que fazer, é claro.

Pra quem prefere ver um filminho ao invés de ser babaca na internet, Capitã Marvel estreia nos cinemas em 8 de março de 2019.

Carregando...

Imagine Dragons desbancou Nickelback como a pior banda do mundo, diz vocalista do Slipknot

A Pequena Sereia | Ariel seria loira em primeiras versões do filme, diz dubladora da Disney