,

Cineasta que recusou direção de ‘Viúva Negra’ acusa Marvel de machismo

Não é segredo pra ninguém que a Marvel Studios está desenvolvendo um filme solo da Viúva Negra.

Para isso, a empresa queria no comando uma diretora mulher – mas parece que era só para colocar um selo de “temos uma diretora mulher”. Pelo menos é o que diz Lucrecia Martel, uma das profissionais sondadas pelo estúdio.

Martel disse em entrevista ao The Pioneer que, embora queira diretoras mulheres, a Marvel Studios cerceou completamente seu poder de decisão quanto a trilha sonora, efeitos especiais e, principalmente, as cenas de ação.

Eu recebi um e-mail da Marvel para um encontro, porque eles estavam procurando por diretores para ‘Viúva Negra’. Então, eu fui à reunião. A Marvel está tentando procurar diretoras mulheres. Eles me falaram: ‘Não se preocupe com as cenas de ação, nós vamos cuidar disso’. Eu fiquei pensando: ‘Bem, eu adoraria conhecer a Scarlett Johansson, mas eu também adoraria fazer as cenas de ação.’

As empresas estão interessadas em diretoras mulheres, mas eles ainda pensam que cenas de ação são para diretores homens. A primeira coisa que eu perguntei a eles foi se podíamos mudar os efeitos especiais, porque há muitas luzes… eu as acho horríveis. Além disso, as trilhas sonoras dos filmes da Marvel são horrendas. É doloroso aos ouvidos assistir um filme da Marvel.

A escolhida para “dirigir” o filme acabou sendo Cate Shortland, que supervisionará a performance da estrela Scarlett Johansson com um roteiro escrito por Jac Schaeffer.

Viúva Negra deve começar sua produção em 2019, com lançamento em 2020 ou 2021.

Carregando...

O Mandaloriano | Pedro Pascal divulga arte conceitual do spin-off de ‘Star Wars’

H1Z1, Fortnite, PUBG, Free Fire e Paladins são banidos da China