, ,

Funcionária da Riot Games, de ‘League of Legends’, processa empresa por discriminação de gênero

A Riot Games, empresa que criou o famoso MOBA que movimenta o cenário de e-sports, League of Legends, está sendo processada por discriminação de gênero.

A ex-funcionária da Riot Games, Jessica Negron, entrou com processo alegando que a empresa negou-se a pagar o mesmo salário dos homens para ela, que exercia as mesmas funções. Outra funcionária, Jessica McCracken, que ainda trabalha na Riot, confirma a denúncia.

Acontece que a Califórnia tem uma Lei de Pagamento Igualitário, e segundo Negron ela estaria sendo violada. Portanto, a ex-funcionária exigiu que o pagamento retroativo de seu salário devido seja feito para equilibrar as diferenças.

No texto da ação, é revelado que a empresa tem uma cultura interna sexista, que dificulta o trabalho e a ascensão profissional das mulheres nos quadros da Riot – cabe dizer que 80% (!) dos funcionários da empresa são homens.

A Riot Games pediu desculpas públicas a todos e prometeu fazer “mudanças” em sua administração, embora a maioria dos funcionários acusados de assédio sexual continuem trabalhando em seus cargos, intocados.

Carregando...

Animais Fantásticos | Protagonista diz querer aparição de pequeno Hagrid em sequência

Aquaman | Todos os personagens têm pôster individual revelado – vem ver!