Filmes

Venom | Diretor explica escolha de Riot como vilão do filme

Venom estreou em 4 de outubro nos cinemas brasileiros e continua em cartaz. 

  Paulo C. Góis    sábado, 06 de outubro de 2018

Após recorrentes questões sobre “por que Riot e não Carnificina?”, o diretor de Venom detalhou seus motivos para a escolha. E eles nem são tão interessantes assim.

Segundo entrevista de Ruben Fleischer à Comic Book Review, a estética foi uma das maiores influências na hora da escolha:

Há um simbionte que os fãs estão mais empolgados para ver. Mas ele está fora da jogada. Tomara que em algum ponto do futuro esteja. Nós queríamos deixar o mais aguardado para o futuro. E também porque nós realmente queríamos que esse fosse o filme do Venom, acima de tudo.

Honestamente, quem é o mais legal que não seja aquele simbionte? O mais durão, sabe? Foi dali que Riot veio. Ele é o maior dos simbiontes da Fundação Vida, ele tem aquela grande arma de metal. Não queria dizer que foi uma decisão puramente estética, porque certamente a estética teve grande influência.

Venom estreou em 4 de outubro nos cinemas brasileiros e continua em cartaz.


Paulo C. Góis

Paulo C. Góis

Paulo Cesar Góis, tradutor e redator. Foi introduzido por Harry Potter no mundo nerd. Desde então devorou de Duna a Sandman, e usa a fantasia e a ficção científica para tornar o universo um pouco mais mágico.

Comentários