,

Adeus, Frank Underwood! Kevin Spacey é demitido

Pois é, galere, não está fácil ser um homem abusivo em Hollywood atualmente (felizmente). Após denúncias feitas contra o Harvey Weinstein e a demissão de sua própria empresaThe Weinstein Company, alegações contra outras figuras importantes da mídia apareceram, entre elas Dustin Hoffman, e, é claro… Kevin Spacey.

O primeiro homem, Anthony Rapp, a se manifestar sofreu o abuso há 14 anos, e vários outros já reportaram ter sofrido assédio também ao longo de todos esses anos de trabalho do Kevin Spacey, especialmente quem trabalhou com ele no The Old Vic, onde ele foi o diretor artístico por muitos anos e, agora, na Netflix, na produção de House Of Cards.

A série já tinha sido suspensa para que a Netflix pudesse averiguar se houve casos de assédio na produção de House of Cards e, surpresa só que não, claro que várias pessoas da equipe relataram o comportamento inadequado do ator.

A Netflix não só anunciou a demissão do Kevin Spacey como também não vai mais lançar um filme produzido e estrelado por ele, o Gore. A dúvida agora é se essa onda de denúncias e punições vai realmente continuar.

Atores como Johnny Depp e Casey Affleck, além de diretores famosos como Woody Allen (que casou com a própria filha adotiva, oi?!), já passaram por situações como essa e estão todos muito felizes nas suas atuais carreiras, Casey até ganhou um Oscar. Será que vai ser fácil assim para esses homens ou será que Hollywood está mudando de uma vez por todas?

E vocês, o que acham?

 

Escrito por Gaby Nunes

Gaby Nunes possui um sombrio passado otaku e óculos mágicos que a permitem ser não apenas uma tradutora competente, mas também uma excelente observadora da alma humana. Entre um texto escrito sob pressão e uma música do Coldplay, à noite, antes de dormir, ela toma um banho relaxante numa banheira cheia de lágrimas das inimigas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...

Sony anuncia que a sua previsão de vendas do PlayStation 4 para este ano

Crítica | “Pokémon O Filme 20: Eu Escolho Você” aposta puramente na nostalgia para ser querido pelos fãs