,

The Flash | Quarta temporada terá um vilão em forma de vírus cibernético

Parece que a quarta temporada de “The Flash” está indo em uma direção muito diferente das anteriores, e a novidade é que certamente o herói terá alguns arranhões a mais na cabeça. Essa novidade na qual estamos falando, é o vilão Kilg% re, que será um dos novos vilões que Flash e sua equipe irão enfrentar nesta temporada.

Kilg% re não é realmente uma pessoa, e sim uma entidade em forma de vírus que pode assumir o controle de qualquer coisa de natureza elétrica. Isso significa que sistemas de computador e redes elétricas são suscetíveis a isso, e isso irá causar muitos problemas para o Flash nesta temporada.

A primeira aparição do personagem no Flash #3, em 1987, ao controlar o sistema de informática mundial e quase se transferir para um cérebro humano. O Flash conseguiu rastreá-lo antes que ele pudesse assumir o clone, mas depois de sua derrota, Kil% gore ainda apareceria de tempos em tempos. Foi revelado ao longo dessa história que Kilg% tomou o controle da mente de Maxwell Lord, usando sua influência para aumentar o poder de Kilg% re. Foi eventualmente derrotado novamente, mas não para sempre.

O showrunner de Flash, Todd Helbing, disse à CBR que o personagem é “muito divertido”, e deve proporcionar uma boa mudança de ritmo do típico vilão que usou longo de 3 temporadas. Kilg%re também provavelmente estará ligado ao principal vilão da temporada 4, o Pensador, que, provavelmente, deve ter trazido Kilg%re a Terra 1.

Flash retorna no dia 10 de outubro, nos Estados Unidos. No Brasil, a série chega às telinhas da Warner Channel no dia 26 do mesmo mês.

Escrito por Carla Bonatto

Amante de cinema, em especifico drama, suspense e ação, quanto aos filmes de terror, passo longe! De alma Geek e sempre aberta para aprender com as histórias dos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...

Adrianne Palicki está pronta para retornar a ‘Agents Of SHIELD’

Chaves, Rebelde, A Usurpadora, Chapolin, Maria do Bairro, e outros podem voltar a Netflix