,

Leviatã Desperta – James S.A. Corey | Crítica

Alguns gêneros literários parecem ficar um pouco apagados por um tempo, mas quando retornam, realmente botam pra quebrar. E é assim que o livro Leviatã Desperta, que a Editora Aleph acaba de trazer ao Brasil, deve ser tratado.

Esqueça a ficção científica “científica demais”, repleta de dados, cálculos e física precisas e parte fundamental da história. Neste excelente livro de James S.A. Corey, pseudônimo dos autores Daniel Abraham e Ty Franck, temos o gênero Space Opera, tão famoso com o nosso querido Star Wars, em sua plenitude.

Duzentos anos após a expansão do ser humano galáxia afora, temos a Lua, Marte e outros planetas e astros sendo habitados por seres humanos – embora em alguns destes planetas já existam gerações nascidas fora da Terra. Neste cenário que não é tão bem explicado assim de forma proposital, acompanhamos duas histórias paralelas, contadas de forma alternada em cada capítulo.

De um lado temos o capitão James Holden, que após sofrer um ataque se vê sem saída em como liderar sua equipe e começa a suspeitar dos eventos que lhe acontecem. Do outro, temos o detetive Miller – ao melhor estilo noir – que trabalha em uma organização de segurança que atua em um planeta da orla exterior, e que por acaso acaba se envolvendo em uma investigação de desaparecimento, que a cada avanço se parece mais com uma conspiração muito maior do qualquer um poderia imaginar.

 

Leviatã Desperta tem uma escrita caprichada, muito focada em diálogos. Claro que em um livro com tanta coisa diferente, como planetas habitáveis e tecnologias diferentes, é preciso gastar um tempo com descrições. Mas como a ideia da obra não é usar a ciência como base da trama, o autor gasta o mínimo de tempo possível com boas inserções dentro de diálogos pra explicar alguns conceitos e situar melhor o leitor.

O livro tem quase 700 páginas, mas a leitura é bastante dinâmica, pois cada capítulo tem cerca de 10 páginas e quase sempre com um belo gancho pro capítulo seguinte. O livro é o primeiro de uma série maior, que já conta com seis livros publicados em inglês. O segundo da saga, Caliban’s War, tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2018, segundo a Editora Aleph. Leviatã Desperta é a base da série do SyFy The Expanse, que já tem duas temporadas e terá sua terceira em 2018. Nem é preciso dizer que, como quase sempre, o livro supera a adaptação, e neste caso, de longe. Leitura mais que obrigatória para fãs de uma trama!

Confira a sinopse de Leviatã Desperta, da editora Aleph:

Neste thriller que deu origem à série The Expanse, duzentos anos se passaram desde a expansão para o espaço, e a humanidade vive um momento crítico em que a população ocupa diversos planetas e se divide em interesses conflitantes. Quando um relutante capitão de nave e um detetive decadente se envolvem nas investigações do desaparecimento de uma garota, o que eles descobrem leva nosso sistema solar à beira de uma guerra civil e expõe a maior conspiração da história humana.

Escrito por Maurício Andrade

Colaborador, 29 anos, engenheiro e nerd "before it was cool". Mestre de RPG, viciado em O Senhor dos Anéis (é melhor que Star Wars!), e apaionado por literatura.

Carregando...

Shokugeki no Souma – 3ª temporada anunciada; saiba a data!

Indicados a “Melhores da E3 2017” são revelados