Filmes

Death Note | Netflix inicia as filmagens do longa em live-action

Prepare-se! Kira promete tirar a paz dos criminosos nas telonas!

  Vitor Cayres    quinta-feira, 30 de junho de 2016

Finalmente as filmagens de Death Note, adaptação hollywoodiana do mangá/anime de sucesso, começaram. A notícia foi dada pela própria Netflix que anunciou hoje (30) que os atores já estão no set.

A produção está sendo comandada por Adam Wingard, que rodará cenas nos EUA e Canadá. “Estou honrado em trabalhar com esse elenco incrível e estou ansioso de levar a história de Tsugumi e Takeshi para o público no mundo inteiro”, disse.

“Nossa visão de Death Note sempre foi levar essa história cativante para as telas, tanto para os fãs de longa data do mangá, quanto para introduzir esse mundo obscuro e misterioso dessa obra de arte. O talento e diversidade representado no nosso elenco e equipe refletem nossa crença de permanecermos verdadeiros com a história e seu conceito de moral – um tema universal que não tem nenhuma fronteira racial”, completaram os produtores Roy Lee e Dan Lin.

O elenco é composto por Nat Wolff, que foi escalado para o papel de Light Turner (que mudou de sobrenome para a versão),  um estudante que encontra um caderno que causa a morte de quem tem o nome escrito nele. Depois de constatar o assombroso efeito, ele começa a exterminar criminosos sob a alcunha de Kira. Já Keith Stanfield fará L, o maior detetive do mundo, responsável por caçar Kira. Além deles, teremos Margaret Qualley (The Leftovers) como Mia Sutton, Paul Nakauchi (Alpha and Omega) como Watari e Shea Whighan (Agent Carter) como James Turner.

Death Note é criação da dupla Tsugumi Oba e Takeshi Obata, publicado originalmente no Japão na revista mensal Shonen Jump entre 2003 e 2006, gerando depois 12 volumes encadernados, que foram publicados no Brasil pela editora JBC, além de adaptações a outras mídias.

Vale lembrar que além da versão americana, o mangá ganhará mais um filme com atores no Japão.

 


Vitor Cayres

Vitor Cayres

Fundador, formado em Publicidade e Propaganda, paulista e, enquanto não consegue ir para Marte, acredita que um dia teremos respostas sobre as origens dos Aliens.

Comentários